Para municípios

Ginja numa sala de aula

O Ginja é um programa de educação emocional "online" de 6 meses para crianças de 4-7 anos (2º ano do pré-escolar ao 2º ano do 1º ciclo) com 3 mais-valias:

  1. é o único programa em português com vídeos e canções
  2. é baseado em ciência e já foi apreciado pela Ordem dos Psicólogos como tendo "uma fundamentação científica sólida... extensos benefícios... de utilização muito simples";
  3. salva vidas porque detecta casos de violência infantil, por exemplo violência doméstica e abuso sexual (saber mais).

Benefícios para a Câmara

Os municípios adquirem o programa Ginja para as escolas usarem sem custo. Os benefícios para a Câmara são:

  1. reputação, porque as crianças falam do programa em casa e os pais descobrem o que o município faz pela saúde mental das crianças;
  2. visibilidade em jornais, rádio e redes sociais (por exemplo, como fez Vila Viçosa);
  3. impacto, porque facultamos um questionário antes e depois do programa para avaliação, o que depois dará mais notícias na comunicação social por volta do Dia Mundial da Criança.

Testemunho

É importante educar as nossas crianças para as emoções para que no futuro se tornem adultos com uma maior inteligência emocional capazes de lidar de forma adaptada com as adversidades da vida.

~ Telma Oliveira, psicóloga na Câmara Municipal da Azambuja e coordenadora do Ginja nos agrupamentos

Municípios aderentes

Câmara Municipal de AzambujaJunta de Freguesia de RamaldeCâmara Municipal de Santa Marta de PenaguiãoCâmara Municipal de Câmara de Lobos

Tem interesse?

Propomos um projeto-piloto, gratuito e sem compromisso, em que as suas escolas têm acesso aos conteúdos no "site" durante 2 semanas. Depois, se gostarem do programa e responder aos problemas das crianças, poderão adquirir por €500 + IVA por agrupamento (inclui o kit educativo; mais detalhes na página de planos). Pedimos que:

  1. contactem as escolas para sondar o interesse;
  2. escolham uma data de início do projeto-piloto;
  3. recolham o contacto ou contactos de quem vai implementar;
  4. nos enviem esses "emails" e a data para iniciarmos o projeto-piloto.